Banho e Cozinha
Acabamentos
Documentos Técnicos
Catálogos
home
Consumo Hídrico
Consumo Hídrico

Planear o consumo de água, identificando formas de reduzir o consumo, é uma obrigação de todos nós, por todos nós.

As alterações de comportamento são cruciais para garantir a subsistência das próximas gerações. Através de pequenas ações podemos obter grandes resultados. As rotinas de higiene são responsáveis pela maior percentagem do nosso consumo diário de água. Contudo, não precisamos de nos sentir culpados quando abrimos uma torneira.

Visíveis ou colocados no interior de uma torneira, chuveiro ou na extremidade de um flexível há pequenos componentes que regulam e restringem o caudal: os emulsores e os reguladores de caudal. O caudal das torneiras e chuveiros depende exclusivamente da utilização de emulsores e/ou reguladores. Não é, portanto, uma característica relacionada com o corpo da torneira ou chuveiro, ao contrário do que se possa pensar.

Estes componentes têm diversas funções:

Emulsionar ar na água, com o objetivo de alterar a perceção do caudal. Apesar de efetivamente o caudal ser menor, o utilizador mantém a sensação de estar a utilizar um caudal elevado sem salpicos.
Restringir o caudal utilizado, limitando-o de acordo com as características do emulsor. É importante salientar que existem emulsores em que o caudal máximo é independente da pressão da água.
• A função dos emulsores é regular o jato da água, conferindo-lhe formatos ou simplesmente uniformizar e reduzir os salpicos.

Todas estas características podem estar, ou não, presentes no mesmo componente.
Através da alteração do emulsor é possível alterar o consumo de água, restringindo o caudal e adicionando-lhe ar. A função de emulsionar o ar na água irá assegurar o conforto da utilização.

Apesar de podermos facilmente alterar o caudal das torneiras e chuveiros, convém ter em mente alguns conselhos:

Torneira de banheira: Não restringir o caudal. O principal objetivo é o enchimento da banheira no menor tempo possível, evitando o arrefecimento da água.
Chuveiro de duche de mão, teto ou parede: Restringir o caudal, garantindo conforto/eficácia do duche, tendo em conta a dimensão do chuveiro.
Torneira de lavatório e bidé: Restringir o caudal, garantindo conforto/eficácia da higienização.

Normas

Existem normas europeias sobre o consumo de água, mas a certificação é voluntária.

A CIFIAL segue as normas americanas, de certificação obrigatória, mais restritivas a nível de caudal do que o atual referencial Normativo Europeu. Além disso, participa de forma ativa e direta na elaboração e aprovação das Normas Europeias de Torneiras Sanitárias, através da participação na Comissão Técnica CT 117, cujos trabalhos estão sediados no CATIM - Centro de Apoio Tecnológico Indústria Metalomecânica.

Os emulsores e reguladores de caudal aplicados nas torneiras e chuveiros CIFIAL são da «Neoperl», o maior e o mais reconhecido fabricante mundial deste tipo de componentes.

Qualidade da Água: Normas Europeias & Americanas

Na água podem existir componentes sem cheiro, sabor ou cor, invisíveis ao consumidor, mas que podem não só afetar a pureza da água, como também prejudicar a saúde.

De acordo com o ICNF (Instituto de Conservação da Natureza), 82 % da população mundial está exposta a elevados níveis de poluição no abastecimento de água. Um dos possíveis componentes poluidores é o chumbo, que facilmente contamina a água, através, por exemplo, das torneiras em sua casa.

Todas as torneiras CIFIAL cumprem as normas da União Europeia, ainda que estas não sejam legalmente vinculativas, no que diz respeito às características das torneiras (exemplos: NP EN 200, NP EN 817, NP EN 1111) e aos materiais usados. Quanto aos materiais, é cumprida a abordagem comum em vigor, subscrita por cinco países europeus: França, Alemanha, Holanda, Reino Unido e Dinamarca.

De facto, em consequência da elevada presença da marca no mercado americano há diversas décadas – de notar que as torneiras da Casa Branca foram produzidas pela CIFIAL (conheça a 'Edwardian') –, a maioria das nossas torneiras cumprem as normas americanas para o setor. Estas normas são muitíssimo exigentes e de cumprimento obrigatório, ao contrário das que se encontram em vigor na União Europeia.

Existem três normas obrigatórias que permitem aos consumidores terem a certeza de que as torneiras de lavatório e de cozinha, por onde a água potável é habitualmente consumida, não transferem chumbo ou outras substâncias que possam colocar em causa a saúde.
E mais, que os seus componentes são restritivos, em termos de consumo hídrico.

A norma NSF/ANSI/CAN 372, «Drinking Water System Components – Lead Content», define os limites de Pb (chumbo) nos componentes em contacto com a água. Atualmente, nos EUA o limite de Pb (chumbo) no volume da torneira é de 5mg. Passará a 1mg em janeiro de 2023, na Califórnia. Em janeiro de 2024, a medida será alargada aos restantes Estados. A CIFIAL já iniciou processos de desenvolvimento no sentido de dar resposta a esta exigência.

De forma mais abrangente, a norma NSF/ANSI/CAN 61, «Drinking Water System Components – Health Effects», estabelece critérios rigorosos relativamente à transferência de substâncias que podem ser nocivas para a água potável. Igualmente importante é a regulamentação sobre o desempenho e design para as válvulas e torneiras.

A norma ASME A1112.18.1/CSA B125.1, «Plumbing supply fittings», que, entre outros temas, aborda e regula o consumo hídrico das torneiras.

De salientar que, além do teste comum de consumo hídrico, a CIFIAL dispõe de laboratórios internos com capacidade de testagem da passagem de componentes prejudiciais para a água, como o chumbo.

 
PORTUGAL
©2022  Cifial
cifial@cifial.pt
T: +351 256 780 100
F: +351 256 783 395
 
Top